Fantástico - Vai fazer o quê?

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

12 horas


Sem ilusões ou promessas. Quem faz a escola é o aluno. A Casa do Ator começa sua história em muito boa companhia: Rosana, Marina, Ariana, Bruno, Ed e Filipe, na última semana, em 12 horas de trabalhos forçados, inauguraram a oficina "O ator invisível". Em quadro, a desconstrução do intérprete pela verdade que se sente. Não há teatro, não há gesto, não há truques. É a sinceridade que só a ação física é capaz de buscar em corpo emprestado. É sentimento que se imprime.

Quem disse que o ator não pode ser gente de verdade? Bem-vindos, agentes invisíveis! Voltem sempre! A casa é nossa!












“A única coisa que pode ajudar-nos é o sentido do presente. Sentir que o momento presente está cercado de modo especialmente intenso e que as condições são favoráveis ao sphota, esse ‘ relâmpago’ que surge no momento do som certo, do gesto certo, do olhar certo, da troca certa.”

Peter Brook

2 comentários:

Filipe Amâncio disse...

Jefferson, foi uma experiência incrível essas 12 horas de aprendizagem com você, que, com certeza, será de grande utilidade a todos os que participaram. Meu sinceros agradecimentos!

JFC disse...

Filipe, volte sempre! Não há o que agradecer, meu velho! Nosso encontro é dessas tramas que só a arte é capaz de promover. Aprendemos mais, melhor e mais, uns com os outros. Você sabe. Sempre! Meu abraço!