Fantástico - Vai fazer o quê?

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Sete dias na lama

Foram mais de 1,3 mil quilômetros percorridos na companhia de brava equipe de reportagem do Estado de Minas, da Zona da Mata mineira até o estado do Rio de Janeiro. O motorista Anderson de Oliveira e o repórter fotográfico Marcos Michelin não entregaram os pontos em jornadas diárias de mais de 16 horas em lugarejos e estradinhas de difícil acesso. Pelo caminho, cenas e personagens inesquecíveis... de apertar o coração. Duas dezenas de mortos e milhares de desabrigados, que perderam casas e viram sonhos levados por tsunami de lama e melancolia. De volta a Belo Horizonte, não está nada fácil colocar de novo a vida nos trilhos.
















3 comentários:

Natália Bomfim disse...

Já me emocionei tanto com essas imagens!

Anônimo disse...

Eu sei bem o que está sentindo, pode ter certeza. Meu trem ainda está longe de voltar para os trilhos.
Lílian

Anônimo disse...

Eu sei bem o que está sentindo, pode ter certeza. Meu trem ainda está longe de voltar para os trilhos.
Lílian