Fantástico - Vai fazer o quê?

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Última semana para ver Vincent

"Um pássaro na gaiola, durante a primavera, sabe muito bem que há algo em que ele pode ser bom. Sente muito bem que há algo a fazer, mas não pode fazê-lo. O que será? Ele não se lembra muito bem. Tem, então, vagas lembranças e diz para si mesmo: 'Os outros fazem seus ninhos, têm seus filhotes e criam a ninhada'. Então, bate com a cabeça nas grades da gaiola e a gaiola continua ali. E o pássaro fica louco de dor. 'Vejam que vagabundo', diz outro pássaro que passa. 'Este aí é um tipo de aposentado!' No entanto, o prisioneiro vive e não morre. Nada exteriormente revela o que se passa em seu íntimo. Ele está bem. Está mais ou menos feliz sob os raios de sol. Mas vem a época da migração, acesso de melancolia. 'Mas', dizem as crianças que o criam na gaiola. 'Afinal, ele tem tudo o que precisa'. E ele olha lá fora... o céu cheio, carregado de tempestade e sente em si a revolta contra a fatalidade: 'Estou preso. Estou preso e não me falta nada, imbecis! Tenho tudo o que preciso!' Ah! Por bondade! Por bondade! Liberdade! Ser um pássaro como os outros". (Vincent Willem van Gogh)


Terça-feira, dia 29, às 20h, "Vincent" encerra temporada no Teatro da Maçonaria. Última oportunidade para quem ainda não leu, viu ou ouviu o arrebatador texto escrito pelo pintor Van Gogh. Datada de 1880, a principal carta em cena traz inquietações absurdamente atuais.
Há ainda, na adaptação, textos de Shakespeare e Artaud.


Fica o convite.