Vincent - Um solo de amor

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

“Alice ao avesso” estreia amanhã











Da obra do romancista e poeta britânico Lewis Carroll (1832-1898), “Alice ao avesso” é a estréia da semana no Teatro Sesi Holcim (Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia). O espetáculo marca o agrupamento da Querida Companhia de Arte, fundada pelas atrizes Ana Cândida Cardoso e Paula Sá (“Till” e “Chovia, mas os ladrões não usavam guarda-chuvas”). Com adaptação e direção do ator, dramaturgo e jornalista Jefferson da Fonseca Coutinho, “Alice ao avesso” é peça livremente inspirada em textos de Lewis Carrol, autor, entre outros, de “Alice no país das maravilhas”.

Na montagem da Querida Companhia, Alice está numa festa à fantasia comandada pelo descolado DJ Gato. Sentidos afetados, ao encontrar um coelho misterioso a garota parte em busca de respostas para o seu estado de perturbação. Sem rumo caminho adentro, personagens estranhos tornam ainda mais confusa a trajetória de Alice na volta de si mesma (?). Meio teatro do absurdo, meio realismo fantástico, “Alice ao avesso” dá continuidade ao trabalho de pesquisa do trio – diretor e atrizes – em “Chovia, mas os ladrões não usavam guarda-chuvas”.

Em 2005, ano de formatura de Ana Cândida Cardoso e Paula Sá, pela Escola de Teatro Puc Minas, a realidade absurda do mercado de trabalho brasileiro foi o ponto de partida para a investigação cênica da trupe. Dessa vez, a questão é a multiplicidade do indivíduo. Para o desafio de realizar “Alice ao avesso”, juntam-se ao elenco da Querida Companhia os atores Lílian Campomizzi, Emílio Zanotelli, João Porto e Wallison Reis.

Alice ao avesso
Da obra de Lewis Carroll

Produção: Querida Companhia de Arte
Adaptação e direção: Jefferson da Fonseca Coutinho
Cenário e projeto de luz: Criação coletiva
Figurino: Ana Cândida Cardoso
Maquiagem e objetos de cena: Mauro Gelmini
Trilha sonora: Wallison Reis
Fotografia: Adriana Porto
Vídeo: Antônio Mourão

Elenco:
Ana Cândida Cardoso, Emílio Zanotelli, João Porto, Lílian Campomizzi, Paula Sá e Wallison Reis

Teatro Sesi Holcim
Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia
Temporada: De 22 a 31 de outubro; sextas e sábados, às 21h; domingos, às 19h.
Ingressos: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia-entrada).
Censura: 14 anos

Contatos:
Ana Cândida – 3261-5605/8869-2808
Paula Sá – 9637-1416
Jefferson – 9952-2901

3 comentários:

Emerson D. disse...

Estão de parabéns! No início não dava nada para a peça, acabei assistindo duas vezes! Achei muito interessante a mensagem de liberdade real, autocontrole, nosso verdadeiro eu, coreografia e é claro, a performance dos atores! Parabéns!

Leonardo Félix disse...

Simplesmente Magnífico!!!
Há tempos não sentia tamanha fascinação ao assistir uma peça teatral! Bravo! Estão de Parabéns. Poderiam repeti-la em Ipatinga/MG :)
Obrigado!

Leonardo Félix disse...

Parabéns!!
Palavras não descrevem a genialidade e atuação perfeita dos atores.
Impressionante como os efeitos sonos e visuais do espetáculo deram o ar de suspense e magia ao mesmo tempo à peça. Precisamos divulgar essa obra de arte!
Voltem sempre em Ipatinga/MG!

Bravo! Obrigado