Vincent - Um solo de amor

domingo, 13 de maio de 2012

24 horas no Hospital Sofia Feldman, maior maternidade de Minas Gerais

 Minha mãe morreu "menina" ainda, aos 66 anos, no Dia das Crianças. Um coágulo depois de cirurgia besta e lá se foi Maria. Uma dor na lembrança. Quem já perdeu sabe, melhor que ninguém, a falta que a mãe faz. O tempo fortalece o coração, mas não dá conta da saudade. Não há melhor mulher que a mãe, é fato. Para homenagear aquela que traz à luz o homem, o Estado de Minas passou 24 horas no Hospital Sofia Feldman (HSF), maior maternidade de Minas Gerais, terceira maior do país, com mais de 800 partos por mês. Foi lá que, entre 125 mulheres de várias idades e de toda sorte, encontramos Morgana, Dayse, Aline, Leide, Andrea, Poliana, Janaína, Rosemary, Eunice, Vitória, Adriana, Natane, Madalena, Tatiana, Any, Jussara, Isadora, Ariane, Cláudia, Luciana, Kênia, Jéssica, Regina, Arielly (foto), Camila e Jaqueline, ainda mais queridas neste domingo.

Leia a reportagem:
http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/dia-das-maes/2012/05/13/noticias_internas_diadasmaes,293989/em-passa-24-horas-em-maternidade-e-homenageia-as-novas-mamaes.shtml

As fotos são de Juliana Flister, grávida de quatro meses, companheira de empreitada.

Nenhum comentário: